Filho de Trump reuniu-se com advogada russa para obter informações sobre Clinton

Donald Trump Jr. encontrou-se com um adovgada russa durante a campanha presidencial, depois de receber um email com a promessa de obter informação prejudicial sobre Hillary Clinton como parte “de um esforço do governo russo de ajudar a candidatura do seu pai“.

A informação é avançada pelo “The New York Times“, proveniente de três fontes distintas “com conhecimento dos emails“. No entanto, o jornal sublinha que não há qualquer prova de que o material prometido pelos russos tivesse origem ao ataque informático ao Partido Democrático.

O filho de Donald Trump reuniu com Natalia Veselnitskaya, a 9 de junho de 2016, na Trump Tower. Jared Kushner, cunhado e atual conselheiro de presidente norte-americano, e Paul Manafort, responsável pela campanha de Trump, também estiveram presentes na reunião.

Contactado pelo “The New York Times“, Trump Jr. revelou que o tema em discussão durante o encontro tinha sido a adoção de crianças russas por parte de cidadãos norte-americanos, não se referindo a Hillary Clinton. A Rússia proibiu a adoção de crianças russas em resposta à entrada em vigor da Lei Magnitsky.

Esta lei bipartidária, aprovada pelo Congresso norte-americana e posta em vigor pelo presidente Barack Obama, impôs sanções à Rússia pela morte do advogado russo Sergei Magnitsky, numa prisão russa, depois de ter investigado vários responsáveis russos por fraude fiscal.

Veselnitskaya tem ligações ao Kremlin, algo que Trump Jr. tinha afirmado anteriormente desconhecer, e é uma das maiores opositoras à Lei Magnitsky, que coloca numa lista negra cidadãos russos suspeitos de abusos dos direitos humanos.

Donald Trump Jr. entretanto emitiu um comunicado a defender que os fornecidos por Veselnitskaya não tinham “qualquer informação significativa“, mas admitiu que a possibilidade de receber informação que pudesse prejudicar Hillary Clinton foi “o pretexto para a reunião” acontecer.

As óbvias contradições entre as versões que Donald Trump e Donald Trump Jr. apresentam e aquilo que vamos conhecendo do que realmente aconteceu, incluindo um email a sugerir que a Rússia apoiava a candidatura do agora presidente norte-americano, terão certamente captado a atenção dos investigadores responsáveis pelo inquérito às alegadas interferências da Rússia na campanha norte-americana.



2 comentários a “Filho de Trump reuniu-se com advogada russa para obter informações sobre Clinton”

  1. […] advogada russa, Natalia Veselnitskaya, nega ter quaisquer ligações ao governo russo e garante que a reunião de 9 de junho de 2016 foi sobre as sanções dos Estados Unidos à Rússia e não as eleições norte-americanas. No […]

  2. […] depois de na semana passada ter sido filho mais velho a estar debaixo do escrutínio público, por causa da reunião que teve com uma advogada russa, durante a campanha eleitoral, que lhe tinha prometido informações comprometedoras sobre Hillary […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *