Impeachment à vista?

Um congressista democrata apresentou o primeiro artigo formal que coloca em andamento o processo de impeachment contra Donald Trump.

Brad Sherman alega que o presidente dos Estados Unidos cometeu um crime de obstrução da justiça ao despedir o diretor do FBI James Comey durante a investigação às alegadas interferências da Rússia nas eleições norte-americanas.

Tal conduta é alvo de impeachment, julgamento e destituição do cargo“, escreve o democrata na petição.

Para tal, Sherman precisa de 218 votos para passar na Casa de Representantes, algo que não será fácil, uma vez que existe uma maioria republicana. Para além de Sherman, apenas um outro representante democrata, Al Green, do Texas, já expressou publicamente a vontade de avançar com o processo de impeachment.

Sherman argumenta que o Donald Trump atuou “de maneira subversiva ao governo constitucional, para grande prejuízo da causa da lei e da justiça e manifesto prejuízo do povo dos Estados Unidos”.

Como prova, o representante cita várias comportamentos e atitudes do presidente norte-americano que levaram à destituição de Comey do cargo de diretor do FBI.

O que é, ao certo, o impeachment?

O impeachment é o processo de retirada de mandato de um alto dirigente do Estado através de um órgão legislativo. Esta figura tem origem na lei britânica, embora também exista noutros países. O impeachment não implica necessariamente a saída do dirigente do cargo; é antes o início de um processo que pode levar a esse desfecho.

Nos Estados Unidos, o processo de impeachment pode ser desencadeado por vários motivos: traição, suborno ou outros crimes e delitos cometidos contra o Estado.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *