Instagram Direct para partilhar imagens por mensagem

O Instagram apresentou a semana passada o Instagram Direct, uma funcionalidade que permite aos utilizadores partilhar fotografias e imagens através de mensagens privadas com os amigos.

Desta forma, os utilizadores podem partilhar momentos mais pessoais apenas com alguns amigos ou familiares, ao invés de todos os seguidores.

“A comunicação é o mais importante”, afirmou durante o evento o co-fundador do Instagram, Kevin Systrom. “Não é necessariamente sobre fotografia. O Instagram não está em câmaras fotográficas, mas em telemóveis e os telemóveis são aparelhos de comunicação”, acrescentou.

Depois de actualizada a aplicação, um novo ícone aparece no canto superior direito da página inicial do Instagram. Através dele, acedemos a uma caixa de entrada que irá receber fotografias e vídeos enviados por outros utilizadores.

À semelhança do Twitter, só podemos receber fotografias ou vídeos directamente de quem seguimos no Instagram. No entanto, também podemos receber pedidos de envio de utilizadores que não seguimos.

Instagram Direct para partilhar imagens por mensagem

Durante os esclarecimentos, Systrom afirmou que as mensagens de texto não vão poder ser enviadas sem uma imagem ou vídeo a acompanhar, mas será possível comentar fotografias e “reabri” a conversa. Com o tempo, o Instagram irá perceber com quem trocamos mais mensagens e irá apresentar esses utilizadores em grupos.

Manter-se competitivo

Em Novembro, o Facebook terá oferecido 2,22 mil milhões de euros pelo Snapchat, uma aplicação de troca de mensagens e partilha de imagens. O Snapchat recusou a oferta e o Facebook acabou por incluir algumas das suas características neste “novo” Instagram.

Apesar de, à primeira vista, haver algumas semelhanças entre as duas aplicações, a verdade é que com esta actualização o Instagram ganha alguma força para competir com o Snapchat. As imagens e vídeos têm uma curta vida de 15 segundos, antes de desaparecerem completamente, enquanto que no Instagram não há qualquer limite de tempo.

No entanto, segundo o vice-presidente de Marketing Digital da eMarketer, Clark Fredricksen, esta comparação não é tão fiável quanto isso: “Sem quaisquer dados fiáveis quanto à utilização do Snapchat, não é possível tirar conclusões contra aplicações gigantes como o Facebook ou o Instagram”, afirmou. “Mas o que temos visto através do Twitter, Snapchat e outras aplicações de troca de mensagens é que a partilha de imagens é popular, especialmente entre os mais jovens. Faz portanto sentido que o Instagram quisesse incluir esses serviços na sua aplicação”.

Este anúncio surge dias depois de o Twitter anunciar aos utilizadores a possibilidade de enviar e receber fotografias nas mensagens.

“Esta aposta do Instagram e do Twitter vai muito mais além das redes sociais, uma vez que também é possível partilhar imagens nos smartphones através de SMS”, acrescentou. “Em vários países, as aplicações de messaging competem com o tempo gasto em redes sociais e incorporam funcionalidades das próprias redes sociais. De um ponto de vista de competitividade, é uma escolha natural para o Instagram”.

O co-fundador e presidente executivo do Instagram afirmou ainda que metade dos utilizadores do Instagram utilizam a aplicação diariamente. A plataforma tem crescido muito significativamente ao longo dos anos: mais de 150 milhões de pessoas usam-na em todo o mundo, em oposição aos 80 milhões registados no início de 2013.



Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *