Irão volta a bloquear Twitter e Facebook

Afinal não passou tudo de um erro técnico. Depois de na segunda-feira ter desbloqueado o acesso ao Twitter e Facebook no país, o Irão voltou a impedir o acesso a estas redes sociais.

As autoridades iranianas voltaram a bloquear o acesso ao Twitter e Facebook depois de uma falha técnica ter permitido aos utilizadores entrar nas redes sociais, avança o The New York Times.

O desbloqueio registado na segunda-feira foi recebido com alguma surpresa, uma vez que as duas redes sociais estavam bloqueadas no Irão desde a Revolução Verde que se seguiu às eleições de 2009.

Na altura, o governo justificou o bloqueio argumentando que tanto o Twitter como o Facebook eram duas ferramentas perigosas na organização de manifestações contra o governo. Desde então, o acesso às redes sociais só tem sido possível através de redes VPN, ligando-se a computadores e servidores fora do país.

A falha técnica desta segunda-feira pode ter acontecido devido a uma luta interna entre as autoridades iranianas: os novos dirigentes querem abrir o acesso à internet, enquanto a linha mais conservadora quer manter as restrições aos sites “ocidentais”.

Este incidente vem realçar as contradições na posição oficial do Irão em relação à internet. O novo presidente do país, Hassan Rouhani, afirmou recentemente que a censura à internet era “fútil”, mostrando alguma abertura a aligeirar as restrições.

Tanto o Twitter como o Facebook estão bloqueados à maioria dos utilizadores iranianos. No entanto, alguns dirigentes daquele país têm contas em várias rede sociais: Rouhani tem uma conta no Twitter e o Ayatollah Ali Khamenei está presente tanto no Facebook como no Instagram.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *