Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

HASHTAG | May 25, 2017

Scroll to top

Top

No Comments

BlackBerry Messenger para iOS e Android conseguem 20 milhões de utilizadores na primeira semana

BlackBerry Messenger para iOS e Android conseguem 20 milhões de utilizadores na primeira semana

| On 13, Nov 2013

O BlackBerry Messenger para iOS e Android conseguiu 20 milhões de utilizadores na semana de lançamento, de acordo com dados revelados pela empresa, aumentando o número total de utilizadores para 80 milhões.

Estes 20 milhões referem-se apenas a downloads efectuados. Numa declaração à imprensa a divulgar este números, o vice-presidente executivo, Andrew Bocking, advertiu que os downloads não são a estatística mais importante para a BlackBerry.

“É fantástico ver tanta gente a fazer o download do BBM mas, para nós, a estatística mais importante é o engagement — as ligações e as conversas que a nossa comunidade BBM mantém entre si”, pode ler-se no comunicado.

A entrada do BBM nas plataformas iOS e Android tem sido falada durante muitos anos. A empresa anunciou o lançamento da aplicação em Maio para o Verão, mas acabou por ser feito em Outubro, devido a atrasos no seu desenvolvimento.

Apesar de 80 milhões de utilizadores ser um número impressionante para o BBM, a aplicação compete directamente com o iMessage, da Apple, que conta com mais de 10 milhões de utilizadores. Outros serviços como o MessageMe, GroupMe ou Facebook Messenger também têm uma base de utilizadores bastante grande e em crescimento.

No entanto, o futuro da BlackBerry é incerto. A fundo de investimento canadiano FairFax Holdings anunciou a intenção de adquirir a empresa por 3,5 mil milhões de euros, mas o negócio ainda não foi concluído. Outras empresas como a Lenovo, SAP ou Cisco Systems também estarão interessadas em comprar a empresa.

Para além disso, dirigentes da BlackBerry ter-se-ão encontrado com altos responsáveis do Facebook, avança o The Wall Street Journal. Acrescente-se ainda o facto de a empresa canadiana estar ainda a considerar emancipar o BBM como uma empresa à parte.

Submit a Comment